Cuiabá, 20 de Junho de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Variedades Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2024, 10:24 - A | A

Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2024, 10h:24 - A | A

quadro psicótico agudo

Vanessa Lopes desabafa após diagnóstico de quadro psicótico agudo: ‘Alívio e medo’

Afastada das redes sociais e em tratamento psiquiátrico, influenciadora falou pela primeira vez sobre a desistência do "BBB24"

ISTOÉ Gente

Vanessa Lopes desistiu do “BBB24” em 19 de janeiro, após uma mudança de comportamento que a fez confundir a realidade, fato que preocupou o público e outros participantes. Afastada das redes sociais desde então, ela falou pela primeira vez sobre o assunto em entrevista ao “Fantástico”, no último domingo, 18.

“Eu continuo achando que a decisão foi um alívio, eu continuo muito feliz. Obviamente que eu queria viver muito aquela oportunidade, porque é uma oportunidade única, é uma oportunidade que maioria das pessoas deseja. Mas que eu não tava bem para viver aquilo. Então eu prefiro estar em casa, com os cuidados médicos, tomando meus remédios e com a minha família e meus amigos do que realmente estar da forma que eu tava lá”, disse Vanessa, que está em tratamento psiquiátrico desde a saída do programa.

“Segundo meu psiquiatra, eu tive um quadro psicótico agudo que é como se a minha mente rompesse com a realidade. É como se eu já não entendesse mais o que é a imaginação da minha cabeça e o que é real. Isso aconteceu pelo estresse, pela falta de sono, pela ansiedade, medo do que tava acontecendo lá fora no programa, medo que tava acontecendo dentro do programa”, explicou a influenciadora digital.

 

“Criei várias fanfics na minha cabeça, a todo momento, eu dizia: ‘Olha, pode ser que seja real isso que eu queria na minha cabeça ou não'”, completou.

 

Ela já tinha tido episódios na vida em que precisou de acompanhamento de profissionais da saúde mental, mas essa foi a primeira vez que teve o quadro em questão. Segundo Antônio Geraldo da Silva, psiquiatra de Vanessa e presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria, qualquer pessoa, mesmo sem histórico de doença mental, pode ter tal diagnóstico.

Para Vanessa, o trabalho nas redes sociais pode ter influenciado o quadro psicótico agudo. “Com certeza eu acho que tem relação. Medo do julgamento, medo do que as pessoas vão achar da gente, foi o que mais me pegou naquele momento. Tudo que eu já vivenciei com a internet, todas as opiniões e julgamentos que as pessoas tiveram sobre mim, com certeza foram dores minhas que vieram à tona lá dentro, isso eu não tenho dúvida”, declarou.

Afastada das redes sociais, a jovem de 22 anos segue em tratamento, acompanhada dos pais e praticando vôlei com as amigas. “Eu acho que duas palavras que me definem são alívio e medo. Alívio porque eu tenho uma base familiar e amigos que me apoiam muito e estão me apoiando muito nesse tempo, fazendo atividades físicas, e medo pelo julgamento”, refletiu.

 

Por fim, a influenciadora observou: “Às vezes acho que a minha geração é uma geração muito da correria. É uma geração muito do ‘ai tem que fazer aquilo, tem que fazer aquilo’, mas a gente primeiro para fazer algo, a gente tem que se cuidar”.

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]