Cuiabá, 19 de Junho de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Variedades Terça-feira, 02 de Janeiro de 2024, 15:55 - A | A

Terça-feira, 02 de Janeiro de 2024, 15h:55 - A | A

MEDIDA EMERGENCIAL

Sinfra inicia teste para instalação de telas de contenção nos paredões do Portão do Inferno

Até o momento, trânsito na MT-251 está interrompido devido às chuvas

Camilla Zeni | Secom-MT

A Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra) iniciou, nesta terça-feira (02.01), os testes para a implantação de telas de contenção no paredão do trecho do Portão do Inferno, na MT-251, que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães. 

Os testes foram acompanhados pela equipe técnica que faz o monitoramento da situação no Portão do Inferno.  
 
A medida faz parte das intervenções emergenciais propostas pelo Governo de Mato Grosso diante dos recentes deslizamentos de terras e dos riscos geológicos identificados na região. 

As intervenções foram informadas pela Sinfra ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) no dia 29 de dezembro. Contudo, o Estado ainda aguarda manifestação do órgão, que faz a gestão do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, por onde passa a MT-251, para a realização de todo o serviço.
 
O trecho continua bloqueado e somente será liberado, na modalidade pare e siga, quando não estiver mais chovendo no local e após a vistoria da equipe técnica da Sinfra. 

A decisão considera o protocolo de gestão pluviométrica do engenheiro geotécnico Wilson Conciani e do engenheiro civil Eduardo Azambuja, que determina que sempre que ultrapassar o limite pluviométrico de 20 mm no período de 12 horas, o tráfego apenas deverá ser liberado quando houver redução do acúmulo de chuva das últimas 4 horas, não ocorrência de deslizamentos e após vistoria pela equipe técnica operacional.

 

mt251chapada2.jpeg

 

Saiba tudo o que está sendo feito na MT-251

O Governo de Mato Grosso tem monitorado a situação da MT-251, no trecho do Portão do Inferno, em razão dos riscos geológicos identificados no local. O monitoramento é realizado por técnicos da Sinfra e da Defesa Civil, e conta com apoio do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar.

O local também é monitorado 24 horas pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), por meio de câmeras instaladas na região. O Governo ainda instalou pluviômetros, sinalização e um letreiro luminoso na estrada para Chapada dos Guimarães, e na rotatória do Manso, para informar os motoristas sobre a situação da pista.

Para evitar acidentes, foi proibido o tráfego de veículos pesados e adotado sistema pare e siga para carros e vans de até 16 passageiros, controlado pela Polícia Rodoviária Estadual em cerca de 1,5 km antes do trecho do Portão do Inferno.

 

mt251chapada3.jpeg

 

A Sinfra orienta os motoristas que precisam trafegar entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães a buscarem rotas alternativas, como o acesso pelas BRs-163 e 070 até Campo Verde, e, de lá, seguir pela MT-140 e MT-251 até Chapada dos Guimarães.
 
Um grupo de trabalho, composto pela Vice Governadoria, Casa Civil, Sinfra, Sesp e Secom, acompanha constantemente a situação no Portão do Inferno. A atualização sobre a situação da via e orientação à população é feita por meio dos canais oficiais do Governo de Mato Grosso.

 

 

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]