Cuiabá, 19 de Junho de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Variedades Segunda-feira, 13 de Maio de 2024, 15:23 - A | A

Segunda-feira, 13 de Maio de 2024, 15h:23 - A | A

OBRA NO PORTÃO DO INFERNO

Secretária diz crer em liberação de obra: “Consciência da urgência”

O Ibama e o ICMBio garantiram que em 30 dias decidem sobre pedido de obra no Portão do Inferno

Midianews

A secretária de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, disse crer que o Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente) e o ICMBio (Instituto Chico Mendes da Biodiversidade) vão dar aval para a execução da obra no Portão do Inferno, em Chapada dos Guimarães.

Na semana passada, Mauren e outras lideranças políticas de Mato Grosso se reuniram com o presidente do Ibama, Rodrigo Antônio de Agostinho, e do ICMBio, Mauro Oliveira Pires, para tratar do projeto. Eles garantiram que iriam finalizar a análise do pedido de licenciamento em 30 dias. 

“Eu, sinceramente, saí muito confiante de que vamos ter uma resposta definitiva para as obras do Portão do Inferno nos próximos 30 dias. Também tenho confiança na aprovação, porque analisando as peças que foram apresentadas, elas têm bastante consistência”, afirmou à imprensa. 

“Todos têm consciência da urgência de uma ação imediata no Portão do Inferno. Isso é um consenso. O que precisa agora é vencer a burocracia e esse cronograma seja estabelecido na reunião”, acrescentou.

O Governo do Estado apresentou em março o projeto que colocará fim aos deslizamentos de terra no ponto turístico. Chamado de obra de "retaludamento", o projeto prevê a retirada total do maciço do Portão do Inferno. 

O retaludamento é um processo de terraplanagem através do qual se alteram, por cortes ou aterros, os taludes originalmente existentes no local. Ele garante maior estabilidade e deve por fim aos deslizamentos que ocorrem no local. 

Mauren ainda defendeu que, caso os órgãos federais após os 30 dias não autorizem a obra, a competência passe a ser do Estado. 

“O que foi solicitado ao Ibama e ao ICMBio é que se não houver essa resposta, deleguem a competência à Secretaria do Estado, porque nós já assinalamos que daremos prioridade absoluta à análise dos projetos”, disse.

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]