Cuiabá, 25 de Julho de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Variedades Terça-feira, 18 de Junho de 2024, 09:51 - A | A

Terça-feira, 18 de Junho de 2024, 09h:51 - A | A

FIM DO IMBRÓGLIO

Governo da Bahia confirma compra dos vagões do VLT de Mato Grosso

O maquinário foi adquirido pelo Governo de Mato Grosso em 2012 por R$ 497 milhões

Rdnews

O governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), confirmou a compra de 40 vagões do Veículo Leve sob Trilhos (VLT) de Mato Grosso para a implantação do modal de transporte em Salvador. Parados há mais de 10 anos, os vagões precisarão passar por uma recomposição das condições originais para entrar em funcionamento.

O VLT prometia ligar as cidades de Cuiabá e Várzea Grande, transportando até 160 mil pessoas por dia e deveria ter ficado pronto para a Copa do Mundo de Futebol, em 2014. A cerimônia de autorização do início das obras na capital baiana foi feita na última sexta-feira (14).

O maquinário foi adquirido pelo Governo de Mato Grosso em 2012 por R$ 497 milhões, junto à empresa espanhola CAF. Desde agosto do ano passado, o Governo da Bahia demonstra interesse em adquirir os vagões de Mato Grosso para implantação do VLT na região do Subúrbio de Salvador. 

em março foi divulgado que o Mato Grosso propôs um valor de R$ 1,2 bilhão para a venda dos trens, mas o governo baiano sugeriu R$ 600 milhões, mas mostrou flexibilidade, com uma proposta entre R$ 650 milhões e R$ 700 milhões.

Segundo o governador baiano, antes da compra, foi feito um estudo de viabilidade técnica através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB) e Casa Civil, além de profissionais do Tribunal de Contas da União (TCU). Esses órgãos, segundo ele, autorizaram a compra dos vagões.

"É uma multidão em torno disso, da mesma forma acompanhada pelos técnicos do Governo do Mato Grosso e também técnicos especialistas do Tribunal de Contas da União. Os tribunais estaduais também ofereceram análise, porque eles não aprovariam qualquer tipo de acordo de compra se o parecer técnico da área deles não fosse condizente com o que nós estamos propondo, então nós estamos prestes a fechar esse acordo e assinar o documento final", disse Jerônimo à imprensa baiana.

VLT x BRT

A implantação do VLT em Cuiabá foi aprovada em um pacote de obras para a Copa do Mundo de 2014. A obra, licitada inicialmente R$ 1,4 bilhão e tinha como prazo de conclusão em dezembro de 2013.

Cerca de 10 anos depois, o VLT virou mais um motivo de briga entre o governador Mauro Mendes (União Brasil) e o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB).

Mauro Mendes defende a troca do modal de transporte para o Ônibus de Transporte Rápido (BRT) enquanto o Emanuel Pinheiro insiste no VLT.

Mesmo com o imbróglio, o Governo do Estado já iniciou a implantação do BRT em Cuiabá e em Várzea Grande.

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]