Cuiabá, 18 de Maio de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Esporte Segunda-feira, 11 de Março de 2024, 13:24 - A | A

Segunda-feira, 11 de Março de 2024, 13h:24 - A | A

CLÁSSICO MATO-GROSSENSE

Mixto bate o Operário nos pênaltis e enfrenta o União na semi do Mato-grossense

A disputa foi intensamente equilibrada, com o Mixto inicialmente abrindo uma vantagem de 3 a 1 entre o primeiro e o segundo tempo

Esporte MT

O Mixto conquistou a vitória sobre o Operário Várzea-Grandense nos pênaltis, com um placar de 5 a 4, recentemente, no Estádio Dito Souza, nas quartas de final, garantindo assim a sua classificação para as semifinais.

A disputa foi intensamente equilibrada, com o Mixto inicialmente abrindo uma vantagem de 3 a 1 entre o primeiro e o segundo tempo. No entanto, o Operário demonstrou uma forte capacidade de reação e empatou nos acréscimos, levando a decisão para as penalidades.

No primeiro confronto, o Operário VG havia vencido por 3 a 2, entrando no jogo de hoje com uma vantagem. Com essa vitória, o Mixto provavelmente enfrentará o União de Rondonópolis. Ontem, o Luverdense eliminou o Nova Mutum nos playoffs.
O Mixto inaugurou o marcador aos 5 minutos do primeiro tempo, quando o camisa 10 Geovani recebeu pela esquerda, penetrou na área e finalizou com precisão no ângulo do goleiro adversário (1 a 0).

Aos 20 minutos, o Operário tentou pelo lado direito, mas a tentativa de tabela entre Michel e Márcio Lima foi forte demais. O time de Várzea Grande persistiu nas investidas aos 26 minutos, com Matheus Castanha, que dominou na meia-lua, chutou, mas a zaga interceptou.

Aos 38, o Mixto teve uma boa oportunidade para marcar o segundo gol, mas o chute de Geovani foi defendido pelo goleiro do Operário. O Tigre continuou pressionando e ampliou a vantagem com o segundo gol. Arthur Amorim fez um cruzamento, Guilherme Teixeira subiu de cabeça e mandou para as redes. Ao final do primeiro tempo, o placar estava em 2 a 0.

O Operário retornou para o segundo tempo mais organizado e com pressão sobre o adversário, implementando mudanças táticas que surtiram efeito. Taháileon, que entrou aos 20 minutos, fez o primeiro gol pouco depois, reduzindo a vantagem para 2 a 1.

O Mixto respondeu prontamente. Aos 33, o volante Raphael Toledo recebeu um passe de Cris Magno na entrada da área, chutou e marcou o terceiro gol, colocando o Mixto novamente à frente.

O Mixto manteve a liderança até o final do tempo regulamentar. Nos acréscimos, o Operário protagonizou uma reação notável e marcou o gol que levou a decisão para os pênaltis. Robertinho cruzou, Kleber cabeceou e fez o segundo gol para o Operário, resultando em um empate de 3 a 2, o mesmo placar do jogo de ida.

Nas cobranças de pênalti, o Mixto saiu vitorioso por 5 a 4, avançando assim para a semifinal. O Operário começou as cobranças, com Márcio Lima fazendo 1 a 0. Rafael Toledo, do Mixto, desperdiçou a primeira cobrança ao mandar para fora.

Marco Antônio aumentou a vantagem para o Operário, marcando 2 a 0. Chris Magno converteu a segunda cobrança para o Mixto, diminuindo para 2 a 1. Robertinho fez o terceiro para o time de Várzea Grande.

Odair Junior também acertou para o Mixto. Arthur, do Operário, perdeu a cobrança, acertando a trave. Lohan, cobrando para o Mixto, empatou em 3 a 3. Balotelli fez o quarto gol para o Operário.

Andrey marcou e igualou em 4 a 4. Leilson cobrou o último pênalti para o Operário, mas o goleiro Jeferson defendeu, proporcionando uma vantagem decisiva para o Mixto. Daniel Jesus cobrou a última penalidade, converteu e garantiu a vitória do Mixto por 5 a 4, assegurando sua vaga na semifinal.

 

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]