Cuiabá, 21 de Maio de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Variedades Sábado, 23 de Dezembro de 2023, 19:27 - A | A

Sábado, 23 de Dezembro de 2023, 19h:27 - A | A

Novo deslizamento

Deslizamento de rocha é registrado no Portão do Inferno e MT-251 fica interditada

De acordo com a Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT), ainda não há previsão de liberação.

Um novo deslizamento de rocha foi registrado na manhã deste sábado (23), na região do Portão do Inferno, na MT-251, em Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá. De acordo com a Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT), a rodovia está completamente interditada. Outros dois deslizamentos no mesmo local já foram registrados neste mês.

De acordo com o Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário da Polícia Militar (BPMTRAN), nenhum veículo está passando pelo local. Também não há previsão de liberação da rodovia.

A Sinfra-MT informou por meio de nota que uma equipe está no local avaliando a situação e que a liberação ocorrerá após a vistoria da equipe técnica.  

O local foi interditado com o apoio do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Corpo de Bombeiros e Defesa Civil.

De acordo com a BPMTRAN, os pontos de interdição são:

- Salgadeira
- Próximo ao Portão do Inferno (Casa do mel)
- Trevo da Água Fria e Buriti  

No dia 14 deste mês, o Governo de Mato Grosso decretou situação de emergência na região do Portão do Inferno. O local registrou dois deslizamentos de rochas em menos de 24 horas.

Na tarde de segunda-feira (11), motoristas que passavam no local gravaram parte das rochas caídas na pista. À noite, outro vídeo mostra policiais atuando na liberação da via, bloqueada por outro deslizamento.  

Interdição

O governo publicou uma portaria que interdita o tráfego de veículos de carga na região do Portão do Inferno. Fica permitido apenas o trânsito de veículos de carga com até 14 metros de comprimento, 29 toneladas de peso bruto total, além de permitir que veículos passem pelo local em dias úteis e em outros trechos da rodovia.

Segundo o documento, a decisão foi tomada após o aumento significativo no fluxo de veículos de carga nas rodovias estaduais, o que causa degradação precoce do pavimento e o estremecimento da rodovia, gerando constantes deslizamentos no Portão do Inferno.

Fica permitido o trânsito de veículos de carga, com autorização da Sinfra:

A partir do entroncamento com a MT-351 no km16, trevo do Manso, até o km 45, no terminal turístico da Salgadeira e no perímetro urbano de Chapada dos Guimarães até o entroncamento com a Rodovia MT 020, na estrada da Água Fria.

Com dimensões máximas até 14 metros de comprimento, 29 toneladas de peso bruto total, PBT e com 4 eixos.

Permitido o trânsito do amanhecer ao pôr do sol, somente em dias úteis, não sendo permitido o trânsito nos finais de semana e feriados.

De acordo com um ofício feito pela Secretaria do Estado de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso (Sinfra-MT), foi constatado risco de deslizamento desde 2021.

O prefeito de Chapada dos Guimarães, Osmar Froner de Mello (MDB), disse que entende que a faixa de domínio é de uso comum da população e solicita junto ao ICMBio a liberação de uma medida judicial para garantir que o estado cuide da rodovia e permita que o trânsito flua de forma segura e contínua.

“O acesso de ligação do município de Chapada dos Guimarães com a capital é pela MT-251 passando pelo Portão do Inferno. Precisamos de uma resposta do ICMBio para não prejudicar a economia e o turismo de Chapada, além dos municípios vizinhos do sul e do leste mato-grossense”, disse.

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]