Cuiabá, 25 de Julho de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Política Quarta-feira, 10 de Julho de 2024, 09:09 - A | A

Quarta-feira, 10 de Julho de 2024, 09h:09 - A | A

O CANDIDATO DO MDB

Rachado, MDB lança empresário para tentar defender "legado"

Kennedy teve pré-candidatura "apadrinhada" pelo prefeito e evitou falar sobre as 20 operações policiais

Midianews

O MDB de Cuiabá lançou, na tarde desta terça-feira (9), a pré-candidatura do empresário Domingos Kennedy à Prefeitura de Cuiabá. Ele tem 60 anos e é sócio da Preformax Transporte e Indústria Plástica.

Articulada pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que não compareceu ao evento, a candidatura de Kennedy é vista, nos bastidores, mais como uma tentativa de defender a atual gestão de Cuiabá do que disputar, com chances reais de vitória, o pleito. 

De modo evasivo, ele evitou responder, por exemplo, se Emanuel é, de fato, seu "padrinho" político. "Vou apoiar tudo o que for bom para Cuiabá... Contorno Leste vou apoiar, kit escola, ônibus com ar-condicionado", disse. 

Sobre o fato de não ter o apoio integral do partido, já que a deputada estadual Janaína Riva, uma das estrelas da sigla, apoia o pré-candidato Eduardo Botelho (União), ele disse: "A união é importante, vou conversar com todos, vou agregar... Vou conversar com a Janaina, juntos sempre vamos ser muito fortes".

"Eu sei que cheguei meio atrasado. Demorou. O Faiad está conversando comigo há meses. Eu não aceitava, não queria. Aí conversando com amigos, família, eu decidi e vamos tocar o barco".  

O empresário se considerou "técnico" e que tem esperança de atrair outras siglas para seu projeto. "Estamos com o PDT quase fechado, conversando com o Podemos, com o Novo".

Ele também defendeu o VLT, uma das bandeiras de Emanuel Pinheiro. 

"Seria melhor o veículo para o conforto das pessoas, muito silencioso, mas infelizmente já foi até vendido, não conseguimos".  

20 operações policiais 

Ao ser questionado sobre as 20 operações policiais que a gestão Emanuel foi alvo, por suspeita de esquemas de corrupção, principalmente na Saúde, Kennedy também foi evasivo. 

"Você já conheceu o Pronto-Socorro antigo? O prefeito Emanuel Pinheiro fez o maior hospital de Mato Grosso, agora a questão de gestão eu não tenho conhecimento, eu escuto as pessoas falando, só escuto, mas eu não posso saber, eu preciso de entender mais para te falar alguma coisa", disse.  

Na sequência, ele se confundiu ao tentar citar o Tribunal de Contas de Mato Grosso. "Mas o TSE (sic) tá aí, o MP tá aí e Emanuel tá trabalhando normal. Então acho uma pergunta que poderia fazer direto para o TCE, eu não posso dizer nada pra você, não tenho conhecimento", disse. 

A entrevista do empresário foi acompanhada por uma claque do MDB, que batia palmas a quase todos os momentos. Também estivarem presentes o presidente do MDB municipal, Francisco Faiad, o deputado federal Emanuelzinho e o deputado estadual Juca do Guaraná.

 

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]