Cuiabá, 25 de Julho de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Política Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 09:44 - A | A

Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 09h:44 - A | A

COLETIVO E INFRAESTRUTURA

Moretti diz que Kalil dá benefícios fiscais a empresas devedoras

Pré-candidata afirmou que objetivo é contemplar grupo político de prefeito e citou empresa União Transportes

Midianews

A advogada Flávia Moretti (PL), pré-candidata a prefeita de Várzea Grande, criticou o prefeito Kalil Baracat (MDB) por aprovar a lei que reduz impostos, de 2% para 1%, para a  empresa que faz o transporte coletivo na cidade, a União Transporte.

A empresa, segundo ela, é uma das maiores devedoras de impostos no município e pertence a Rômulo Botelho, irmão do pré-candidato a prefeito de Cuiabá Eduardo Botelho, aliado do senador Jayme Campos (União).  

“O que acontece em Várzea Grande é que o prefeito aprovou uma lei que reduziu impostos de empresas que estão devendo aos cofres da cidade. Empresas como a União Transporte teve imposto reduzido de 2% para 1%, é uma redução de 50% nos impostos para a empresa que é uma das maiores devedoras do município", disse. 

"Isso é claro que atende interesses de pessoas aliadas ao grupo que está à frente da Prefeitura há décadas”, criticou, na CBN Cuiabá, nesta segunda-feira (8).  

Segundo ela, a lei coplementar 5177/2023 reduz ainda o imposto de empresas que prestam serviços de pavimentação, drenagem, perfuração de poços, terraplanagem e serviço semelhantes de 5% para 2%, que equivale a uma redução de 60% na cobrança do imposto.   

“São empresas que prestam serviço de péssima qualidade para a população, visto que a frota de ônibus está velha, sucateada e não tem veículos suficientes para atender a demanda. E ao invés de potencializar as ações de cobrança dessas empresas, elas recebem benefício fiscal e pagam menos impostos”, ponderou.    

Moretti acredita que tais benefícios dificultam ainda mais que novas empresas se instalem no município. 

“Além da falta de água e tratamento de esgoto, que sem dúvida é levado em conta quando se pensa em abrir um negócio aqui, o empresário não terá incentivo para investir aqui em Várzea Grande. É preciso rever a questão fiscal do nosso município, isso é fundamental para implantar um plano de desenvolvimento econômico realmente eficaz, e que fará o município voltar a crescer novamente”, disse.  

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]