Cuiabá, 21 de Maio de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Política Segunda-feira, 04 de Dezembro de 2023, 10:20 - A | A

Segunda-feira, 04 de Dezembro de 2023, 10h:20 - A | A

Relações Exteriores

Cúpula do Mercosul reforça participação social e avança em acordos comerciais

Evento vai ocorrer no Rio de Janeiro entre os dias 4 e 7 de dezembro, durante a Presidência “pro tempore” brasileira do bloco econômico

Na próxima semana, o Rio de Janeiro vai sediar a Cúpula do Mercosul, que será dividida em três momentos: a Cúpula Social, nos dias 4 e 5 de dezembro, a Reunião do Conselho do Mercado Comum, no dia 6, e a Cúpula de Líderes, em 7 de dezembro. A iniciativa ocorre sob a Presidência “pro tempore” brasileira do bloco econômico.

Em briefing para a imprensa nesta quinta-feira (30/12) no Palácio do Itamaraty, em Brasília, a embaixadora Gisela Padovan, secretária de América Latina e Caribe no Ministério das Relações Exteriores, explicou que o evento vai marcar o retorno da participação social presencial, que estava suspensa desde 2016. 

“Vamos realizar a retomada da Cúpula Social presencial. Ela foi paralisada por vários anos. A Argentina na Presidência pro tempore fez uma cúpula virtual. E nós fizemos questão de retomar de maneira presencial, inclusive adotando um modelo muito semelhante ao que foram os Diálogos Amazônicos, em que haverá relatos com insumos da sociedade civil”, afirmou Padovan.

A embaixadora ressaltou que as contribuições da sociedade civil, assim como as do setor empresarial e da academia, são muito importantes para que o Mercosul apresente benefícios concretos para a população.

Outro ponto destacado pela embaixadora foi a aproximação da conclusão da entrada da Bolívia no Mercosul. Na terça-feira (28), o Senado Federal aprovou o protocolo para adesão do país ao bloco. O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, deverá assinar em breve o decreto para efetivar a adesão. 

"Obrigado aos senadores por concluírem esse processo e parabéns ao presidente Arce e à Bolívia por se juntar a nós no Mercosul", disse Lula, via redes sociais.

 

 

SINGAPURA — Durante a Cúpula, um acordo de comércio entre Singapura e o Mercosul deve ser assinado. O secretário de Assuntos Econômicos e Financeiros do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Mauricio Carvalho Lyrio, destacou que esse será o primeiro acordo extra-regional do Mercosul em 12 anos e o primeiro com um país asiático.

Singapura é o sétimo principal parceiro comercial do Brasil em todo o mundo e é o país asiático que mais abriga empresas brasileiras. “A importância de Singapura é central. Depois da China, é o nosso maior parceiro na Ásia. É um parceiro muito importante em termos de investimentos. Temos investimentos significativos de Singapura no Brasil, em infraestrutura de transporte e saneamento”, disse Lyrio.

UNIÃO EUROPEIA - O embaixador também afirmou que houve avanços significativos nas negociações para o acordo entre Mercosul e União Europeia, mas que a conclusão até a realização do evento ainda é incerta. O presidente Lula se encontrou nesta sexta-feira, em Dubai, com a presidenta da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e também tratou do tema em uma reunião bilateral com o presidente do Governo do Reino da Espanha, Pedro Sánchez, ambos durante a COP28, nos Emirados Árabes. As negociações entre áreas técnicas dos dois lados seguirão até o dia da cúpula.

No evento no Rio de Janeiro, também serão firmados memorandos de entendimento com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e com a Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) e uma recomendação sobre conduta empresarial responsável.

 

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]