Cuiabá, 20 de Junho de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Política Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024, 17:11 - A | A

Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024, 17h:11 - A | A

NOVA DIREÇÃO

Bortolin assume AMM e quer equilíbrio fiscal nos municípios

Prefeito de Primavera ainda disse que irá trabalhar por fim da desigualdade orçamentária entre cidades

ENZO TRES
Midianews

O prefeito de Primavera do Leste, Leonardo Bortolin (MDB), assumiu a presidência da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) na manhã desta quinta-feira (22) e afirmou que a prioridade da gestão será estabelecer o equilíbrio fiscal nas cidades.  

“A AMM terá um papel incondicional junto com o Tribunal de Contas do Estado para buscar o equilíbrio fiscal das contas públicas das cidades", disse durante o ato de posse.

"[A instituição] vem promovendo ações voltadas para o fortalecimento administrativo das prefeituras. Esse ano é atípico pelo processo eleitoral, a nova lei de licitações e os desafios da Reforma Tributária. Então, somente com a união desses atores será possível levar resultados exitosos aos municípios”, acrescentou. 

Bortolin disse, ainda, que sua gestão pretende diminuir a desigualdade orçamentária entre as cidades. Para isso, compôs a mesa diretora da AMM com diversos prefeitos para analisar mais cuidadosamente as demandas.

“Estamos em um Estado que recuperou a credibilidade administrativa através do atual governo, mas é demarcado por muita desigualdade. Se tem munícipios prósperos, também os mais pobres. Vamos trabalhar para suprir essa demanda, levando ferramentas para o aumento da receita", afirmou.

“Procuramos fazer uma composição que tivesse representatividade de todo o Estado. Com isso, acredito que consigamos trazer um pouco de cada demanda", disse.

Aliança firmada

Bortolin foi o sucessor de Neurilan Fraga, que comandou a AMM por quatro mandatos consecutivos.

 Eles trocaram farpas durante a disputa pela presidência, mas Bortolin disse que a rixa se pacificou e que agora trabalham juntos pelos municípios.

 “A mensagem do discurso é essa: união. É buscar a unidade entre prefeitos, independentemente de ter apoiado ou não; de em qual chapa votou. Isso ficou para trás", afirmou. 

"Todos os municípios têm que ter o mesmo tratamento, especialmente os menores”, completou.

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]