Cuiabá, 19 de Junho de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Polícia Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 09:14 - A | A

Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 09h:14 - A | A

CASAL DETIDO

Casal distribui doces e 16 alunos de escola são internados em MT

Alunos estavam em ponto de ônibus quando casal ofereceu os doces que estavam vencidos

Midianews

Pelo menos 16 alunos de uma escola estadual passaram mal e precisaram ser internados na tarde de quinta-feira (6), após receberem doces de estranhos em Guarantã do Norte. Um casal responsável por distribuir os doces foi preso. 

O caso foi registrado na Escola Estadual Darci Ribeiro, por volta das 16h. Os alunos com idade entre 10 e 12 estavam em um ponto de ônibus, aguardando o transporte escolar, quando um casal passou e ofereceu as guloseimas.

Após pegarem os doces, os estudantes levaram para a escola e compartilharam com os demais colegas. Ao menos 16 crianças consumiram e apresentaram sintomas de intoxicação alimentar. 

Uma guarnição do Corpo de Bombeiros foi acionada pela direção da escola e encaminhou os alunos a uma unidade de saúde.

Segundo informações da imprensa local, 13 crianças foram liberadas e três continuam em observação ao apresentarem dores abdominais e vômitos.  

Segundo o delegado Waner Neves, responsável pelo caso, informações preliminares apontam que os doces foram distribuídos por pessoas que trabalham como catadores de recicláveis. 

“Me parece que os suspeitos são catadores de material reciclável e pegaram esses alimentos vencidos de uma loja, pararam em uma lotérica e deram para as crianças. Esses alimentos, com prazo de validade vencido, acabaram causando intoxicação nos alunos”, disse à imprensa. 

Os suspeitos foram encaminhados à Delegacia de Polícia e, durante depoimento, afirmaram que encontraram os alimentos em uma calçada e não tinham a intenção de causar mal às crianças.  

Eles serão indiciados por crime contra a saúde pública.  A loja que realizou o descarte dos alimentos também será acionada. A Polícia Civil ainda investiga o caso.

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]