Cuiabá, 20 de Junho de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Polícia Terça-feira, 23 de Abril de 2024, 15:19 - A | A

Terça-feira, 23 de Abril de 2024, 15h:19 - A | A

MAUS TRATOS

Cão que vinha para MT morre após Gol errar e enviá-lo a Fortaleza

Cachorro da raça Golden Retriever morreu na segunda-feira após falha da companhia aérea

ANDRELINA BRAZ
Midianews

O golden retriever Joca, de 5 anos, morreu nesta segunda-feira (22) em decorrência de um erro operacional cometido pela companhia aérea Gol. O animal deveria ser embarcado em Guarulhos (SP) com destino a Sinop (480 km de Cuiabá), mas acabou sendo enviado para Fortaleza (CE). 

Segundo o tutor do cão, o engenheiro João Fantazzini, ele e o animal estavam de mudança para Sorriso (85 km de Sinop). Ambos pegaram um voo de Guarulhos (SP) por volta das 6h, mas ao chegar em Sinop o engenheiro foi informado que o cão havia sido enviado para o Ceará.  

Diante da situação, o tutor voltou a São Paulo, onde receberia o animal novamente. Contudo, quando Fantazzini chegou à capital paulista, foi informado que o cão não resistiu ao trajeto e morreu.  

O tutor afirmou que o cão havia passado por avaliação veterinária, que o liberou para uma viagem de 2h30 sem danos à saúde. Contudo, devido ao erro da Gollog, empresa de transporte pertencente à Gol, o cachorro demorou cerca de 8 horas para chegar ao destino.

A família ainda afirma que Joca ficou cerca de uma hora e meia na pista de embarque do aeroporto de Fortaleza.  

“Não tinha um veterinário em Fortaleza para saber se ele estava apto a pegar outro voo para Guarulhos. Lá a sensação [térmica] estava de 36°C. Imagina na pista” afirmou o tutor ao Jornal Hoje, da Rede Globo.  

Em vídeo publicado nas redes sociais, Marcia Martin, mãe de João, faz um alerta a outros tutores de animais e acusa a companhia aérea de negligência.  

Em nota, a companhia lamentou a morte do animal. A Gol afirmou que devido a uma falha operacional o cachorro foi enviado a Fortaleza, mas que ao chegar na cidade a equipe da empresa no Ceará  “desembarcou o Joca e se encarregou de cuidar dele até o embarque no voo 1527 de volta para Guarulhos (GRU)”.  

O advogado da família, Marcello Primo, afirma que a empresa será processada por maus tratos.  

Leia a nota d Gol na íntegra 

"A GOL lamenta profundamente o ocorrido com o cão Joca e se solidariza com a dor do seu tutor. A Companhia informa que o cão Joca deveria ter seguido para Sinop (OPS), no voo 1480 do dia 22/04, a partir de Guarulhos (GRU), porém, por uma falha operacional o animal foi embarcado em um voo para Fortaleza (FOR). 

Assim que o tutor chegou em Sinop, foi notificado sobre o ocorrido e sua escolha foi voltar para Guarulhos (GRU) para reencontrar o Joca. 

A equipe da GOLLOG na capital cearense desembarcou o Joca e se encarregou de cuidar dele até o embarque no voo 1527 de volta para Guarulhos (GRU). Neste período, foram enviados para o tutor registros do Joca sendo acomodado de volta na aeronave. Infelizmente, logo após o pouso do voo no aeroporto de Guarulhos (GRU), vindo de Fortaleza, fomos surpreendidos pelo falecimento do animal.  

A Companhia está oferecendo todo o suporte necessário ao tutor e a apuração dos detalhes do ocorrido está sendo conduzida com prioridade total pelo nosso time. Nos solidarizamos com o sofrimento do tutor do Joca. Entendemos a sua dor e lamentamos profundamente a perda do seu animal de estimação."

Assista o vídeo no link : Clique aqui.

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]