Cuiabá, 17 de Maio de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Ligando os pontos Terça-feira, 28 de Novembro de 2023, 10:06 - A | A

Terça-feira, 28 de Novembro de 2023, 10h:06 - A | A

Saúde

Nutricionista diz quantos ovos se deve comer por semana para emagrecer

Doutora em nutrição, Carrie Ruxton defende que os ovos precisam compor a dieta de quem procura emagrecer

Marina FerreiraClaudia Meireles

Os ovos têm propriedades capazes de reduzir o colesterol ruim, fortalecer os ossos, melhorar o sistema imunológico e até combater a anemia. Outro proveito a ser extraído ao consumir o superalimento é a perda de peso. De acordo com a nutricionista Carrie Ruxton, o item deve ser uma “parte básica” de qualquer dieta de quem deseja emagrecer.

Doutora em nutrição pela Queen Margaret University, na Escócia, Carrie fez uma avaliação da pesquisa Ovos: saudáveis ou arriscados? Uma revisão das evidências de estudos de alta qualidade sobre ovos de galinha. O conteúdo foi publicado pela revista científica Nutrients. Ela concedeu entrevista ao portal britânico Express.

ovos-4.jpg

Incluir ovos na dieta contribui para o processo de emagrecimento - Saúde em dia/Reprodução

Após analisar o estudo, a nutricionista premiada verificou o quanto esses alimentos são benéficos para controlar o apetite, a composição corporal e o envelhecimento saudável. Segundo Carrie, os britânicos comem em média apenas quatro ovos por semana, o que é muito inferior a quantidade ideal que deveria ser entre sete e 14.

Conforme enfatizou a especialista, adicionar o alimento à dieta tende a ajudar os objetivos de emagrecimento. “Uma ingestão moderada de sete a 14 ovos por semana no contexto de uma dieta variada e equilibrada seria benéfica para a maioria das pessoas, particularmente para promover a ingestão de vitaminas, minerais e proteínas”, atestou.

habitos-para-emagrecer.jpg

Segundo a doutora em nutrição, é preciso comer uma determinada quantidade de ovos por semana - Istock

Carrie Ruxton explicou que os ovos auxiliam na proteção da massa muscular vital e melhoram a sensação de saciedade após as refeições, ou seja, ajudam no controle de peso. A especialista comentou que alguns estudos clínicos compararam o alimento com opções de cereais e os ovos tiveram melhores resultados.

A expert orientou ingerir ovos logo pela manhã a fim de impedir a procura por “guloseimas” ao longo do dia. Carrie frisou sobre o alimento ser uma das poucas fontes alimentares naturais de vitamina D, nutriente essencial para a saúde imunológica e óssea. Ela indicou o consumo para pessoas com mais de 50 anos devido à perda gradual dos músculos.

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]