Cuiabá, 19 de Junho de 2024

icon facebook icon instagram icon twitter icon whatsapp

Agro Quarta-feira, 10 de Janeiro de 2024, 09:21 - A | A

Quarta-feira, 10 de Janeiro de 2024, 09h:21 - A | A

SUÍNO

Exportações de carne suína bateram recorde histórico: 1,2 milhão de toneladas

Pensar Agro

Em 2023, as exportações brasileiras de carne suína ( (incluindo todos os produtos, entre in natura e processados)) atingiram um recorde, totalizando 1,229 milhão de toneladas, um aumento de 9,8% em relação a 2022, quando foram exportadas 1,120 milhão de toneladas, conforme a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Em dezembro de 2023, as exportações atingiram 110,9 mil toneladas, 7,9% a mais do que o mesmo período de 2022. No entanto, a receita gerada em dezembro foi de US$ 231,5 milhões, 8,8% menor do que em dezembro de 2022, quando alcançou US$ 253,8 milhões.

A China continuou sendo o maior importador de carne suína brasileira, recebendo 388,6 mil toneladas em 2023, uma queda de 15,6% em relação a 2022. Outros países como Hong Kong, Filipinas, Chile, Singapura, Uruguai, Vietnã e Japão aumentaram suas importações.

Santa Catarina liderou as exportações, com 663,3 mil toneladas, seguida pelo Rio Grande do Sul com 280,9 mil toneladas, Paraná com 169,9 mil toneladas, Mato Grosso com 31,1 mil toneladas e Mato Grosso do Sul com 24,8 mil toneladas.

No acumulado do ano, as vendas internacionais de carne suína geraram uma receita total de US$ 2,818 bilhões, um aumento de 9,5% em relação a 2022, quando a receita foi de US$ 2,572 bilhões.

Reprodução

frigorifico-suino.jpg

 

Comente esta notícia

Av. Brasil, 107-W

Cuiabá/MT

(65) 99962-8586

[email protected]